Pedrinhas no sapato…

Se ficamos muito tempo com uma pedrinha no sapato, acabamos por nos acostumar com ela. Assim acontece com as coisas nem tão boas da vida. Uma hora, a gente se acostuma.

Talvez não devesse ser dessa maneira… mas é. Mais cedo ou mais tarde, já não dói tanto. Vira quase mobiliário cotidiano.

Isso não significa que seja legal ficar estagnado, sem promover mudanças, só porque a pedra se tornou nossa “companheira” de todos os instantes.

Às vezes, temos força suficiente para tirar o sapato imediatamente e jogar a pedra fora. Às vezes, não.

Há pedrinhas e pedrinhas… sabemos disso. Num momento qualquer, teremos que enfrentá-las.

Mas, enquanto a hora não chega, talvez valha a pena amansar o passo… e se acostumar.

Deixe uma resposta